Vistas da exposição
1 de 14
Obras
Slideshow
1 de 11
Thumbnails
Texto

Abril – Junho de 2021

A Mendes Wood DM São Paulo tem o prazer de apresentar a segunda exposição de Maaike Schoorel no Brasil. 'Tudo sobre o animal' reúne pinturas recentes que refletem sobre a natureza e a ilusão através da luz.

Schoorel começa suas pinturas através de fotografias de paisagens, diluindo as formas encontradas em suas imagens em camadas de luz. Pandas, cachorros e unicórnios emergem de nebulosas pinceladas em tons pastéis, quase como se fossem mitificados pelo artista. Suas pinturas retratam momentos simples, como o movimento da água em um lago ou o vento farfalhando em uma árvore - uma camuflagem do olhar do antropoceno para corpos e seres não convencionais.

A obra de Schoorel contempla a superficialidade da vida humana, provocando uma ambivalência entre a natureza e sua construção artificial. A vida cotidiana se manifesta na pintura como instrumento de olhar; as formas espectrais de Schoorel evocam um senso de espiritualidade, dando profundidade à existência de seus animais.

Para decodificar os temas ocultos nas pinceladas de Schoorel, seu público deve adotar uma abordagem mais demorada para olhar, que permita que o espaço combine a percepção visual com a imaginação. Títulos descritivos parecem enganar o espectador, que é inicialmente confrontado com uma ilusão de abstração cujo conteúdo paira em uma mistura de cores. As pinturas de Schoorel pedem que permaneçamos presentes na experiência de olhar e compreender - resistindo à necessidade da satisfação da imagem imediata que prevalece na circulação de imagens que encontramos no dia a dia.

O que é finalmente apresentado por meio dessa contemplação, não é nem o imediatismo da fotografia instantânea, nem o trabalho de refação da cena. Em vez disso, as obras de Schoorel dão espaço para que seus temas se revelem e sejam reinterpretados pelo espectador.

Maaike Schoorel (n. 1973, Santpoort) vive e trabalha em Amsterdã.
Suas exposições individuais mais recentes incluem Vera Icon, Kunstverein Amsterdam, Amsterdam (2021 - próximo); Maaike Schoorel em Van Wassenhove House, Museum Dhondt-Dhaenens, Sint-Martens-Latem (2020); Londres | Nova York | Roma | Amsterdam, Museu Gemeente, Haia, (2017); Conversation Piece Part 2, Fondazione Memmo, Roma (2016); Maaike Schoorel, Frans Hals Museum, Haarlem (2012); Maaike Schoorel - Zelfportretten & Stillevens, A Embaixada do Reino dos Países Baixos, Londres (2011); Álbum, Museum de Hallen, Haarlem (2008).
Suas exposições coletivas incluem Inner Spaces, 7ª edição da Painting Bienalle, Museum Dhondt-Dhaenens, Sint-Martens-Latem (2020); Capítulo 3HREE, Het HEM, Zaandam (2020); Binnenshuis, Mendes Wood DM, Bruxelas, Bélgica (2020); Jardim das Delícias Terrestres, Museu Martin Gropius Bau, Berlim (2019); Rumoer in de Stad, Museu Gemeente, Haia (2017); O futuro já está aqui - só não está distribuído uniformemente, 20th Sydney Biennale, Sydney (2016); Salon Hang, Kunstverein Amsterdam, Amsterdam (2015); Paisagem: o Virtual, o Real, o Possível ?, Guangdong Times Museum, Guangzhou, Guangdong, touring to Yerba Buena Center for the Arts, San Francisco (2014); Quão Cedo é Agora?, Manifesta Foundation & DutchCulture, Amsterdam (2014); Variações: Conversas em torno da Pintura Abstrata, Museu de Arte do Condado de Los Angeles, Los Angeles (2014); Pintura entre as linhas, CCA Wattis Institute for Contemporary Art, California College of the Arts, San Francisco (2011); British Art Show 7: Nos Dias do Cometa, Hayward Touring Exhibitions (2010); and Eyes Wide Open - New to Collection, Stedelijk Museum, Amsterdam (2008).

Menu